domingo, 20 de novembro de 2011

O Calor do Seu Corpo...



Meu querido,
meu tesouro gostoso e adorável, preciso lhe dizer algumas coisas que talvez você ainda não tenha percebido: a vida nos reserva dores e prazeres, mas o maior prazer que eu já senti foi quando...
... foi quando você aproximou a boca da minha barriga, quando permaneceu beijando por intermináveis minutos a região do meu umbigo, me deixando aflita na tentativa de adivinhar se a sua língua subiria até os meus seios ou se desceria até aonde efetivamente desceu...
Quando você chegou até ali, querido, quando você ofereceu a primeira gota da sua saliva para aquele pontinho rosado, eu já sentia em mim todo o calor e a umidade de uma floresta tropical. Todo o prazer do mundo escorria, como um rio, de mim para a tua língua macia e gostosa.
Você me deu e me dá todo o prazer do mundo. E é por isso que escrevo este bilhete, porque quero retribuir a cada uma das sensações maravilhosas que você já me proporcionou.
Peça o que quiser, meu amor. Peça para que eu me entregue a você com o despudor profissional de uma puta, com o pudor hipócrita de uma virgem ou, simplesmente, com a espontaneidade de uma mulher que está louca para tirar de você o que você tem de mais quente e gostoso.
Vem, meu amor, vem explorar este meu corpo com toda a sua volúpia. Vem me fazer sorrir, vem me fazer salivar, vem me fazer chorar e escorrer de amor por todo este seu corpo, por todo este seu pau que me faz tão feliz!

Estou à espera...

Beijos,Letícia Maria

Um comentário:

  1. ola , sou um dos seus amigos no dihitt , vim vizitar seu blog se poder vizite o meu se ainda não segue me siga por favor e , confira o filme amanhecer deixe sua opnião o blog é
    clica para entra no site e assistir os filmes

    ResponderExcluir